Onde colocar o bem casado?

Em primeiro lugar: ninguém é obrigado a dar bem casado ou qualquer outro tipo de lembrancinha no casamento tá? Mas como já virou tradição e a maioria das pessoas fazem achei legal vir mostrar inspirações de onde colocar esses mimos na hora da festa.

O que me dá muita aflição, particularmente com os bem casados, é o povo sem a menor noção que enche a mão com 3/4/5 e acha que tá arrasando. Quando vou em casamento que isso acontece a minha vontade é de cutucar o cidadão e falar “moço, devolve e pega só 1 por favor”, porque com certeza vai acabar tendo alguém que vai ficar sem por causa dos espíritos de porco.

Então, cruzem os dedinhos e orem bastante pra não ter nenhum mané na sua festa e vamos para as inspirações:

 

Anúncios

Faça Você Mesma: Mesa de Doce (guloseimas) Simples

Hoje em dia as pessoas estão tão preocupadas em fazer casamentos glamurosos, cheios de ostentação e coisas que ninguém sabe o que é (e que muitas vezes nem os próprios noivos gostam) que esquecem do simples, do básico.

Quem não ama doce? E imagina se na sua festa de noivado, no seu chá e/ou no seu casamento você preparasse uma mesa simples, mas cheia deles? Que tal?

Hoje em dia a maioria dos buffets já tem a opção de contratar uma mesa de doces, mas, geralmente são os docinhos da festa, cheio de frescura. A ideia aqui é você mesma montar uma mesa de guloseimas, de coisas gostosas pra comer rapidamente, quem sabe enquanto dá uma fugidinha da pista de dança ou espera a hora do bolo ser servido.

Na festa de 15 anos da minha irmã teve e foi sucesso.

Você pode alugar uma mesa (até com o próprio buffet contratado) e pegar potes de vidro (quem sabe até da casa dos seus pais ou da sua nova casinha) e pedir pra algum parente ou amigo ir durante o dia montar no seu salão. Ele pode até já colocar todos os doces nos potes, cobrir com plástico filme e o buffet retira na hora da festa.

Que tal?

“Ai Dai, mas não fica com cara de festa infantil?” eu te respondo: tem coisa melhor que comida de festa infantil? ❤

 

Dica da Maria Julia – Escolha dos fornecedores: bolo

Gente, tudo bem? Hoje a dica é da linda, querida e arretada igual eu, Maria Julia (foto aqui do ladinho), de Ribeirão Preto que eu tive o prazer de “conhecer” em uma comunidade de casamento. Espero que vocês gostem da dica dela porque eu adorei, achei bem útil.

Na verdade, no meu caso não vou precisar escolher bolo de boleira porque ele vem junto no pacote do buffet, mas pra quem vai precisar, fique de olho.

Oi gente!

Faz algum tempo que tô tentando criar esse post pra vocês, mas a gripe, o trabalho e a minha rabugentice não deixavam.

Quando eu e o Axel decidimos nos casar, faltavam 10 meses para nossa data, e eu fui correndo procurar fornecedores.

Aí chegamos na parte do bolo e eu sabia que seria difícil.

Eu, Maria Julia, O-D-E-I-O glacê e pasta americana! Me desculpem as pessoas que gostam, e quando eu digo que odeio, estou falando do gosto e não do aspecto. Minha familia toda é assim, eu sou assim e o Axel também é assim. Então concordávamos que seria um Naked Cake.

Depois de decidido o tipo de bolo, teríamos que escolher o sabor, e aí foi um parto. Todo mundo adora dar pitaco, todo mundo odeia bolo preto, todo mundo odeia bolo branco, todo mundo odeia morango, todo mundo odeia ameixa, enfim! Todo mundo odeia tudo! E o que eu gosto? Cenoura com chocolate! kkk

Decidido o sabor, era hora de pedir orçamentos e aí meu bem, como diria Dai Cravo, segura na mão de Deus e vai!Sempre pedi orçamentos por email, porque acho que facilita a vida de quem pede e de quem dá o orçamento.

Recebi vários emails com vários preços diferentes, e separei dois fornecedores: uma perto de casa e uma que sempre faz promoção no Groupon aqui em Ribeirão. Eu tava mais tentada pra que era perto de casa, afinal, por sermos “vizinhas” ela poderia me dar um descontinho.

A boleira perto de casa me cobrou -pasmem!- o valor de R$49,00 por kg. de bolo de CENOURA! Acredita? E isso era o preço pra esse ano, porque ano que vem ela iria mudar os valores.

A outra boleira foi super simpática, e me cobrou R$200,00 por 8kg. de bolo, ou seja, R$25,00 o kg! Diferença gritante! E o melhor foi que ainda disse que manteria esse preço e me deixaria marcadinha na agenda dela, pra voltarmos a conversar no começo do ano.

Depois de passados 4 meses, agora faltando 6 meses pro casamento, eu surtei. É! Fiquei doidona! Mandei um email pra fornecedora dizendo que eu não queria mais um bolo de cenoura, porque cenoura eu faço em casa e blá blá blá. E sabem o que ela me respondeu?

“Imagina, Maria Julia! A gente fica indecisa mesmo! São tantos detalhes! O bolo que eu mais faço é o de massa de chocolate preto, recheio de mousse de chocolate branco e cobertura de frutas vermelhas. Eu não costumo fazer degustação de bolos, porque não trabalho com pronta entrega, mas eu posso fazer um mini pra você e te levo no sábado. Pode ser?”

O Axel, que nem é maluco por chocolate branco, apoiou profundamente a ideia, e no dia combinado, a fornecedora me levou esse “mini bolo” para degustação:

cfb_215645.jpg

cfb_215651.jpgcfb_215652.jpg

Gente, sem brincadeira, devia ter uns 2,5kg. de bolo ali, e ela não me cobrou NADICA de nada.

Então, as dicas são:

– pesquisem, mandem emails, parem nas lojinhas pequenas, peçam indicações:

Muitas pessoas fazem coisas pra vender por fora, que nós não temos conhecimento.

– façam comparações:

A boleira que mora perto da sua casa pode ser a melhor opção, mas pode não ter o melhor preço. A outra que não é conhecida pode ser uma surpresa boa.

– peçam para fazer degustação:

Gente! Não dá pra contratar um serviço desse tipo sem provar antes né? Não tenham vergonha! As pessoas que trabalham com isso entendem e não criam dificuldade alguma!

É isso pessoal, espero que esse texto com a nossa experiência tenha ajudado vocês a se decidirem em relação ao bolo.

Boa sorte pra todo mundo!